Julia Rezende filma seu primeiro longa-metragem
Fábio Porchat, Julia Rezende e Miá Mello.© Páprica Fotografia

A bordo do transatlântico italiano Costa Favolosa, a diretora carioca Julia Rezende filma o seu primeiro longa-metragem: Meu Passado me Condena, comédia romântica protagonizada por Fábio Porchat e Miá Mello.

O filme é baseado na série homônima criada e dirigida por Julia e pela roteirista Tati Bernardi, que estreou em 2012 no canal Multishow. Com produção de Mariza Leão, o projeto é a primeira produção brasileira filmada inteiramente durante um cruzeiro real. O navio partiu do Rio de Janeiro no início de março e já esteve em lhéus, Salvador, Recife, Maceió e Fortaleza, Casablanca (Marrocos), e por último no porto de Savona, na Itália, onde as filmagens terminaram no dia 28 de março.

Meu Passado me Condena conta a história de Fábio (Fábio Porchat) e Miá (Miá Mello). Eles se conheceram há apenas um mês e resolveram se casar. A lua de mel é num cruzeiro do Rio de Janeiro até a Europa, onde ela reencontra seu ex-namorado, o bem-sucedido Beto (Alejandro Claveaux), que está casado com a estonteante Laura (Juliana Didone), antiga paixão não correspondida de Fábio. Atrapalhados com essa coincidência, Fábio e Miá viverão situações cômicas e embaraçosas numa viagem cheia de surpresas, onde o novo casal corre o risco de arruinar a relação.

Inez Viana (Suzana) e Marcelo Valle (Wilson), que na TV são os donos da pousada onde o casal se hospeda na lua de mel, também estão no filme, como funcionários do navio.

A equipe de filmagem a bordo é composta por 32 pessoas, sendo dez atores. O navio tem locações para as mais variadas situações e, para ajustar no roteiro, Julia e Mariza – que são mãe e filha – embarcaram num cruzeiro de três dias para fazer a marcação de cenas e prever como os tripulantes poderão interagir com o elenco e, em muitas cenas, fazer as vezes de figurantes.

Com previsão de lançamento para outubro deste ano, o longa tem coprodução da Globo Filmes, Paris Filmes, RioFilme e Multishow. A distribuição é da Paris Filmes, RioFilme e Downtown Filmes.

Como assistente de direção, Julia Rezende trabalhou em documentários (Irmãos Aniceto, Sertão e Sertões) seriados para televisão (Cidade dos Homens, Filhos do Carnaval e Natalia) e filmes de longa-metragem (Zuzu Angel, Salve Geral, Desenrola, De Pernas pro Ar, De Pernas pro Ar 2), ao lado de diretores como Rosane Svartman, Cao Hamburger, Sergio Rezende, Andre Pellenz, Roberto Santucci, entre outros.

Estreou na direção de curtas-metragens com Elke (2007), documentário sobre Elke Maravilha. Seu primeiro filme de ficção, Nesta Data Querida (2009), foi premiado como melhor curta pelo júri popular no II Festival Paulínia de Cinema. Para a televisão, dirigiu as séries Adorável Psicose (2010), Cara Metade (2011), Meu Passado me Condena (2012) e Cê Faz o Quê? (2013) para o canal Multishow, e o programa Santa Ajuda (2011), para o GNT. Julia também já prepara o seu segundo longa-metragem, Ponte Aérea.

Relacionados

Compartilhe

(1) Reader Comment

  1. Esse não é o 1º longa brasileiro inteiramente realizado num cruzeiro, é o 2º. O 1º é “Pacific”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>