A 27ª edição do Festival Internacional de Curta-Metragens de São Paulo, que acontece entre os dias 25 de agosto e 4 de setembro, integrará, este ano, um dos mais conhecidos festivais de curtas-metragens lusas, o NY Portuguese Short Film Festival.

A iniciativa, articulada pelo Consulado Geral de Portugal em São Paulo, é resultado de uma parceria entre o festival de curtas-metragens paulista e o Arte Institute, entidade que organiza o festival nova-iorquino. Serão duas datas de exibição: 26 de agosto, às 19h, no Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS), e 29 de agosto, às 18h, na Unibes Cultural. A entrada é gratuita.

Serão exibidos dez curtas: Pronto, Era Assim (Patrícia Rodrigues e Joana Nogueira), Deus Providenciará (Luís Porto), Tenho um Rio (Ricardo Teixeira), Lei da Gravidade (Tiago Rosa-Rosso), Feral (Daniel Sousa), Isa (Patricia Vidal Delgado), O Assalto (João Tempera), Prefiro Não Dizer (Pedro Augusto Almeida), #Lingo (Vicente Nirō) e Os Cravos e a Rocha (Luísa Sequeira).

Os filmes foram selecionados e submetidos à apreciação de um júri composto por figuras do meio cinematográfico português, brasileiro e americano: Victor Pinheiro (ICA – Instituto do Cinema e do Audiovisual de Portugal), Zita Carvalhosa (Festival de Curtas de São Paulo) e Jared Earley (Movie Curator).

No dia 29 de agosto, na Unibes Cultural, logo após a exibição dos curtas, às 21h, o festival mostra também o documentário Portugueses do Soho – Uma História que Mudou de Geografia, de Ana Ventura Miranda, que conta a história dos emigrantes portugueses que chegaram ao bairro Soho, em Nova Iorque, após a segunda guerra mundial

Além da mostra, o NY Portuguese Short Film Festival trará a São Paulo o diretor de animação português Pedro Serrazina, que ministrará o workshop de animação Cidade Sonhada, entre os dias 1 e 3 de setembro, das 10h às 18h, no MIS.

O workshop irá produzir um curta-metragem que, ao combinar o uso de animação com imagem real, discutirá questões de identidade, arquitetura e espaço local, a partir da criação de uma ponte visual entre duas cidades distantes. Usando como ponto de partida um percurso pelas ruelas do bairro típico de Alfama, no coração de Lisboa, será usada a rotoscopia (o traçado sobre fotogramas de filmagens reais) e a animação desenhada do espaço para se chegar às ruas de São Paulo e ao bairro onde vivem os participantes.

As inscrições para o workshop de animação podem ser feitas através do site www.kinoforum.org.br/animacao2016.

Relacionados

Compartilhe

(0) Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>