“Território do Brincar” estreia na TV Brasil com crianças no papel de protagonistas

Um convite para a vivência de brincadeiras, os festejos populares e os saberes da infância brasileira de criança para criança. Essa é a proposta da premiada série infantil Território do Brincar que a TV Brasil estreia nesta segunda (16).

Com 26 episódios de 2 minutos, a produção inédita na emissora pública será exibida de segunda a sexta, sempre em dois horários, às 11h30 e às 13h30, na programação da TV Brasil Animada, faixa do canal dedicada à garotada com mais de 7 horas diárias.

Com linguagem simples e poética, que costura figuras animadas e locuções infantis à forma documental, a série leva ao público infantil a magia, a alegria e a potência do brincar da juventude brasileira em sua pluralidade.

Idealizada e coordenada pelo casal de documentaristas especialistas na infância Renata Meirelles e David Reeks, com o apoio do Instituto Alana e coprodução da Maria Farinha Filmes, a série conquistou reconhecimento na Mostra Infantil de Florianópolis, em 2014, e no Festival Comkids – Prix Jeunesse Iberoamericano, de 2015.

A nova atração da TV Brasil acompanha o desenvolvimento das atividades lúdicas de lazer, entretenimento e diversão da garotada. A obra audiovisual percorre a geografia de gestos infantis que habitam brincadeiras de diversas regiões brasileiras. São movimentos que contam histórias, revelam narrativas e constroem uma linguagem própria do brincar.

O projeto também rendeu um documentário homônimo de 90 minutos lançado em 2015, outras parcerias com instuições de ensino e publicações impressas. Território do Brincar é um trabalho de escuta, intercâmbio de saberes, registro e difusão da cultura infantil.

A iniciativa é fruto de uma jornada de dois anos de imersão em diversas regiões do Brasil para estabelecer um diálogo com as crianças e produzir um vasto acervo audiovisual sobre o brincar, os gestos e as palavras que revelam a essência da infância. Renata Meirelles e David Reeks viajaram o país registrando essa interação universal de meninos e meninas de diferentes realidades.

A equipe do projeto percorreu durante 21 meses comunidades rurais, indígenas, quilombolas, grandes metrópoles, sertão e litoral. A produção mostra o contexto local no Pará, Bahia, Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Espírito Santo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

 

Relacionados

Compartilhe

(0) Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>