O Festival de Brasília do Cinema Brasileiro anunciou sua 51ª edição com base no novo formato, definido na celebração de seu cinquentenário, em 2017. Ao completar 51 anos, o mais longevo festival de cinema do país segue com 10 dias de programação descentralizada, ocupando ao menos sete regiões administrativas do DF e incorporando dois finais de semana em sua programação, que conta com direção artística do cineasta Eduardo Valente. Entre 14 e 23 de setembro, o festival ocorre com exibições de filmes no Cine Brasília, além de atividades formativas e de mercado sitiados no Museu Nacional de Brasília e Biblioteca Nacional.

Os interessados em pleitear o Troféu Candango da 51ª edição do Festival de Brasília terão até 24 de junho para se inscrever, submetendo formulário de inscrição devidamente preenchido, através do site www.festivaldebrasilia.com.br, e fazendo upload de link do filme hospedado em plataforma audiovisual de livre acesso, protegido por senha, além da classificação indicativa. Os nove longas e 12 curtas selecionados serão divulgados até o dia 24 de julho e deverão ser inéditos no Distrito Federal e preferencialmente inéditos nos demais Estados do Brasil.

Mantendo a estratégia de 2017, o Festival de Brasília premiará os vencedores com o celebrado Troféu Candango, e pagará cachês de seleção a todos os filmes selecionados para as mostras competitivas, em um investimento total de R$ 340.000,00, distribuídos entre todos os participantes. Os longas-metragens selecionados recebem R$ 15.000,00; os longas participantes de Sessão Especial Hour Concour recebem R$ 10.000,00; e os curtas-metragens, após seleção, ganham R$ 5.000,00 cada. Nas mostras paralelas, os longas receberão cachê de R$ 3.000,00.

A iniciativa de premiar igualitariamente todos os filmes elencados é uma tendência entre os mais prestigiados festivais de cinema do mundo. Além dos cachês distribuídos, o melhor filme de longa-metragem escolhido pelo júri popular receberá, ainda, o Prêmio Petrobras de Cinema, que consiste em R$ 200.000,00 em contratos de distribuição. Para votar, o público continuará tendo acesso ao aplicativo mobile do festival, instrumento que teve grande adesão em 2017, não só pelo aspecto sustentável na economia de papel, mas também pela facilidade de acesso à programação completa do evento e ao conteúdo exclusivo para os usuários da ferramenta.

Os realizadores do DF que desejam participar da tradicional Mostra Brasília e concorrer ao Troféu Câmara têm processo seletivo específico, coordenado pela Câmara Legislativa do DF, aberto no mesmo período de seleção das Mostras Competitivas, entre 24 de maio e 24 de junho. O resultado da seleção será divulgado pela CLDF até o dia 24 de julho e os prêmios da Mostra Brasília somam R$ 240.000,00, além do Prêmio Petrobras de Cinema, no valor de R$ 100.000,00 em contratos de distribuição.

Atividades que chamaram atenção da comunidade do audiovisual brasileiro em 2017 também serão mantidas na edição 2018. A Mostra Futuro Brasil, grande novidade nos 50 anos do festival, ganha sua segunda edição. Vitrine para realizadores com filmes em finalização, os títulos serão exibidos para experts de grandes festivais internacionais. A Mostra Futuro Brasil é uma oportunidade de se ter um termômetro técnico e estético sobre a obra, antes mesmo de lançá-la.

Para tanto, o Festival de Brasília convida grandes nomes do cinema brasileiro, além de agentes do audiovisual internacional, para oferecer feedbacks aos realizadores dos seis longas-metragens selecionados. Para a Mostra Futuro Brasil, as inscrições ficarão abertas entre 31 de maio e 1 de julho, e também podem ser feitas através do site do festival. O resultado da mostra será divulgado até 3 de agosto.

Nos 50 anos do Festival de Brasília, o Ambiente de Mercado posicionou o Distrito Federal no epicentro negócios de cinema, envolvendo distribuidores, realizadores, canais de TV e outros agentes de fundamental importância para o cinema nacional. Nesta 2ª edição do Ambiente de Mercado, serão ampliadas oportunidades de conexão com os maiores players do mercado audiovisual brasileiro, em três dias de programação, no Museu Nacional.

Relacionados

Compartilhe

(0) Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>