Estão abertas as inscrições gratuitas para oficinas audiovisuais e workshops internacionais da 13ª CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto, a ser realizada de 13 a 18 de junho, na cidade mineira. Até 25 de maio, os interessados devem preencher o formulário disponível no site oficial do evento (www.cineop.com.br). São três modalidades – quatro oficinas, dois workshops internacionais e uma masterclass com a oferta de 280 vagas.

É permitida apenas uma inscrição por pessoa. Se o número de inscrições por oficina ultrapassar o número de vagas oferecidas, a seleção será feita conforme critérios definidos pela comissão organizadora do evento. Os cursos são gratuitos e acontecem no Centro de Artes e Convenções da UFOP, na cidade de Ouro Preto|MG (90 km de Belo Horizonte) durante a realização da 13ª CineOP.

A oficina “Como distribuir seu filme – Novos métodos e políticas de distribuição” tem como objetivo pensar e debater sobre novas formas de distribuição de filmes e séries de TV. A atividade será ministrada pelo diretor, produtor e distribuidor de filmes Cavi Borges.

“Dramaturgias do corpoespaço” será ministrada por Marcelo Aquino, ator, diretor, autor e preparador corporal. A oficina traz a proposta de treinamento, improvisação e composição para intérpretes, que transitam na fronteira entre diferentes formas de expressão artística. Uma possibilidade de entendimento do corpo não apenas como um instrumento de trabalho, mas como uma fronteira constantemente tensa entre o homem e o mundo.

O montador, editor, continuísta, diretor e produtor Guigo Pádua será responsável pela oficina “Introdução à montagem audiovisual”. A atividade tem como objetivo permitir um primeiro contato com os conceitos e a prática da montagem/edição de produtos audiovisuais, dos conceitos teóricos e históricos da montagem cinematográfica, passando pelos estilos de montagem, a utilização do som e da trilha sonora, até o básico dos processos de pós-produção e a montagem não-linear, seus conceitos básicos e recursos.

A oficina “Potencializando a captação de recursos com as leis de incentivo + Crowfunding” buscará apresentar as potencialidades do financiamento coletivo (crowdfunding) para captação de recursos de projetos aprovados em leis federais de incentivo, como a Lei Rouanet e Lei do Audiovisual. A atividade será ministrada por Bruna Kassab, que é designer, gestora e empreendedora sóciocultural e fundadora da plataforma de crowdfunding Evoé.

Além das oficinas, a 13ª CineOP promoverá dois workshops internacionais. “Revelação da Escola” será ministrado pelo escritor e professor de Filosofia da Educação na Universidade de Barcelona, Jorge Larrosa, que vem ao Brasil especialmente para participar do evento. O workshop abordará cinema e arte como procedimentos para revelar ou trazer à presença a materialidade e forma da escola; e como procedimentos para desenvolver um olhar amoroso da escola e transformá-la em objeto de estudo, ou seja, de atenção e cuidado. A presença e participação do Jorge Larrosa é um dos destaques da programação da 13ª CineOP, que atualmente se dedica às materialidades e práticas que constituem dispositivos pedagógicos (escolas, bibliotecas e museus, entre outros). Tem transitado entre diversas manifestações artísticas, especialmente as artes plásticas, e é autor de livros sobre as relações da criação com a educação.

Já o workshop “ICAIC: Um olhar cubano sobre as ditaduras latino-americanas. Analisando os Noticieros Latinoamericanos” será ministrado por Camila Cabral Arêas, pesquisadora e professora de Comunicação/Jornalismo nas Universidades Católicas de Paris e de Lisboa. Esta oficina tem como objetivo ser um espaço de trabalho coletivo de análise e de reflexão crítica dos cinejornais El Noticiero latinoamericano produzidos pelo ICAIC entre 1960-1990, com o objetivo de analisar a transformação da narrativa cine-jornalística cubana num período histórico marcado pela instauração de regimes militares em diversos países da região.

Outra novidade desta edição da CineOP é a promoção da masterclass “Processo de criação, pesquisa e os arquivos audiovisuais”, com o cineasta e multiartista norte-americano Bill Morrison que costuma trabalhar na fronteira entre as artes plásticas e o cinema. Suas obras circulam tanto nos espaços de museus e galerias, como em salas de cinema, festivais de filmes e cinematecas. No centro de suas criações, encontra-se uma profunda reflexão sobre a história da preservação de filmes. Bill Morisson é destaque na cena da preservação audiovisual mundial e, portanto, uma das presençasmais aguardadas da 13ª CineOP, que também vem ao Brasil especialmente para participar do evento. Os participantes terão a oportunidade de dialogar com Morrison sobre seu processo de criação, suas pesquisas sobre os materiais e sobre sua relação com os arquivos audiovisuais, sobretudo a partir de sua obra “Dawson City: Tempo Congelado”.

Relacionados

Compartilhe

(0) Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>