Terminam as filmagens de “Bacurau”
Kleber e Juliano © Victor Juca

Depois de dois meses de filmagem, o filme “Bacurau”, coescrito e codirigido por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, chega à última semana de fotografia no Sertão do Seridó, divisa do Rio Grande do Norte com a Paraíba. A coprodução Brasil-França entre a CinemaScopio (“O Som ao Redor”, “Aquarius”) e a SBS (“Elle”, “Mapas para as Estrelas”, “Aquarius”) tem equipe técnica com profissionais de quatro países e um elenco de 44 atores, incluindo Sonia Braga (“Dona Flor e seus Dois Maridos”, “O Beijo da Mulher Aranha”, “Aquarius”), o alemão Udo Kier (“Suspiria”, “Berlin Alexanderplatz”, “Garotos de Programa, Melancolia”) e Karine Teles (“Que Horas Ela Volta?”, “Benzinho”).

Os diretores e roteiristas descrevem Bacurau como um filme de aventura ambientado no Brasil “daqui a alguns anos”. Além da CinemaScopio e SBS, o filme é coproduzido pela Globo Filmes, Telecine, Canal Brasil e rede de televisão Franco-Alemã Arte.

Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho colaboraram nos curtas-metragens premiados no Brasil e exterior “Eletrodoméstica” (2005) e “Recife Frio” (2009), e nos longas também aclamados internacionalmente “O Som ao Redor” (2012) e “Aquarius” (2016), filmes dirigidos por Kleber Mendonça Filho e com direção de arte de Juliano Dornelles. Como realizador, Juliano fez o curta “Mens Sana in Corpore Sano”, premiado no Festival de Locarno (2011), e o longa “O Ateliê da Rua do Brum”, que está em pós-produção.

No filme, o vilarejo de Bacurau está localizado no sertão do Nordeste brasileiro, e as filmagens foram realizadas na localidade da Barra, município de Parelhas, Rio Grande do Norte. A equipe de mais de 150 pessoas, entre técnicos e elenco, teve como base a cidade de Parelhas, onde trabalhou desde janeiro na pré-produção e filmagem de “Bacurau”.

Também no elenco estão Barbara Colen, Silvero Pereira, Jonny Mars, Antônio Saboia, Thomás Aquino, Wilson Rabello, Danny Barbosa, James Turpin, Buda Lira, Fabiola Liper, Clebia Sousa, Thardelly Lima, Brian Townes, Valmir do Côco, Rubens Santos, Luciana Souza, Jr. Black, Carlos Francisco, Uirá dos Reis, Allison Willow, Eduarda Samara e Rodger Rogério. A grande Lia de Itamaracá também integra o elenco.

A fotografia é de Pedro Sotero (também colaborador em “O Som ao Redor” e “Aquarius”, e de “Gabriel e a Montanha”, filme de Fellipe Barbosa), o som de Nicolas Hallet (também veterano dos dois longas anteriores) e a direção de Arte de Thales Junqueira, também de “O Som ao Redor” e “Aquarius”.

“Bacurau”, produzido por Emilie Lesclaux, Said Ben Said e Michel Merkt, entra em processo de montagem logo após a filmagem com lançamento previsto para 2019. O filme tem patrocínio da Petrobras, Fundo Setorial do Audiovisual, Funcultura Pernambuco, do CNC (Centre National de la Cinematographie, France).

Relacionados

Compartilhe

(1) Reader Comment

  1. Senhores, como a revista CINEMA é uma realização séria e abrangente sobre a produção cinematográfica contemporânea, divulgando não apenas o chamado cinemão, mas o que é produzido sobretudo no Brasil, seria interessante que abrangesse mais um pouco e focasse nos que produzem em grandes orçamentos, sem apoio oficial e semelhantes.
    Um grupo de idosos de Maceió acaba de realizar um filme (já pronto), longa metragem de forma cooperativada, utilizando um celular como câmera (captação de imagem) com bom resultado técnico e de ficção.
    O nome do filme é “Em busca da tronco” (da tronco sobre a célula tronco), e um padre que é acometido da doença ELA, e sai à luta em busca de sua possível cura.
    A direção é de Joaquim-Alves Neto (também da maioridade, como o elenco)
    O endereço para possível contato é joaca.neto@gmail.com (82) 98811.2258
    Obrigado pela atenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>