TV Brasil estreia a série documental “O Olhar que Vem de Dentro”

A perspectiva das crianças sobre as religiões praticadas no país é a premissa da série documental ”O Olhar que Vem de Dentro”, produção independente que a TV Brasil estreia neste domingo (24), às 6h, com dois episódios em sequência.

Com 13 edições de 13 minutos, a obra parte da realidade de jovens para estimular a reflexão sobre espiritualidade por meio do pensamento crítico, mas também lúdico e espontâneo do ponto de vista infantil.

A ideia é oferecer a oportunidade para o público acompanhar vivências espirituais a fim de valorizar a riqueza da religiosidade nacional com foco no ecumenismo, na convivência harmônica de credos e no sincretismo, características dos professantes de crenças no país.

Realizada pela Saci Filmes, do Acre, a produção independente aborda essa diversidade religiosa brasileira pelo ponto de vista das crianças ao tratar de temas importantes para o debate com essa faixa etária, como bullying e a importância do respeito inter-religioso.

Com sotaques de crianças de diferentes idades que moram em várias regiões do país, a série amazônica revela o cotidiano desses jovens que dão depoimentos emocionantes. Eles contam a experiência espiritual que vivenciam nos seus credos e explicam os desafios que enfrentam por causa de sua fé na rotina em sua comunidade, escola e família.

A obra seriada documental mostra liturgia, ritos e cerimônias de religiões de matriz africana, como o Nagô de Pernambuco e o Candomblé, bem como as de origem indígena como os caxinauás, da cultura Huni Kuin, e a Jurema Sagrada, do Nordeste do Brasil.

A produção independente ainda aborda as crenças mórmon, da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias; o Budismo Kadampa; o Judaísmo Masorti; o Santo Daime; a Arca da Montanha Azul; o Islamismo, o Catolicismo, a Casa da Benção e o Vixnuísmo ou Vaishnavismo, tradição do Hinduísmo.

O primeiro episódio destaca os princípios da Jurema Sagrada, religião de origem indígena do Nordeste do Brasil que recebe influência das matrizes africanas e do catolicismo popular. A narrativa da edição ocorre sob a perspectiva da menina Maria Carla, de 11 anos, que mora em Recife e participa dessa religião pouco conhecida. Por esse motivo, a jovem relata que sofre intolerância religiosa dos seus colegas da escola. Ao lado de sua família, em casa e nos ritos de sua crença, Maria Carla explica como eles mantêm viva a tradição e a cultura de seus antepassados.

Em seguida, às 6h15, a TV Brasil apresenta o segundo episódio, que explica o Nagô de Pernambuco, religião de matriz africana, a partir das vivências do menino Thalisson Luiz que mostra a diversidade, a crença e a história dos Orixás. “Eu sou de Xangô, Ogum e Oxum”. Assim se define o garoto que enfrenta preconceitos relacionados a sua religião. No depoimento, ele conta que foi preciso deixar duas escolas por sofrer bullying e agressão física.

“O Olhar que Vem de Dentro” tem direção de Sérgio de Carvalho, Pedro Von Kruger e Pedro Sotero. Esse conteúdo independente foi selecionado pelo programa Brasil de Todas as Telas, linha do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), através do Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Audiovisual (PRODAV/TVs Públicas).

Relacionados

Compartilhe

(0) Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>