O Festival Internacional de Cinema de Locarno, que acontece entre os dias 6 e 16 de agosto na Suíça, acaba de divulgar os títulos que vão participar da Carte Blanche – seção do festival para filmes em pós-produção, que este ano será dedicada ao Brasil.

A ação acontecerá graças à parceria do festival suíço com o Programa Cinema do Brasil, que tem como principal apoiadora a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e cujo objetivo é promover a divulgação e circulação da cinematografia brasileira no exterior. Dentro do festival, o Programa também apoia – por meio do seu apoio aos agentes de venda – o filme “Ventos de Agosto”, de Gabriel Mascaro (representado internacionalmente pela empresa Figa Films), que está na seção Concorso Interzazionale concorrendo ao Leopardo de Ouro.

Confira os projetos selecionados para a Carte Blanche deste ano:

  • “Aspirantes”, de Ives Rosenfeld (Crisis Produtivas, RJ);“Beco”, de Camilo Cavalcanti (Aurora Cinema, PE);
  • “Nise da Silveira”, de Roberto Berliner (TvZero, RJ);
  • “O Touro”, de Larissa Figueiredo (Tu i Tam Filmes, PR);
  •  “Oração do Amor Selvagem”, de Chico Faganello (Cineramabc Filmes, Orbital e Filmesquevoam, SC).
  • “Ponto Zero”, de José Pedro Goulart (Mínima/Coprodução: Okna, RS);
  • “Que Horas Ela Volta?”, de Anna Muylaert (Gullane, SP);

As sete produções brasileiras ainda em finalização serão exibidas para renomados profissionais da indústria cinematográfica, especialmente agentes de venda e programadores de festivais internacionais. Um júri formado por Vincenzo Bugno, do Word Cinema Fund da Berlinale, a programadora Eva Morsch Kihn (Cinelatino, Cine en construcción Toulouse/San Sebastián) e o diretor de programação do Festival de Cannes, Christian Jeune, escolherá o melhor projeto, que receberá um prêmio de 10’000 CHF (cerca de US$ 11 mil) para auxílio nos estágios finais da produção.

Desde o anúncio da parceria, em outubro de 2013, o Programa Cinema do Brasil recebeu mais de 40 inscrições para a Carte Blanche. Uma comissão brasileira – formada por integrantes do Programa Cinema do Brasil, pela produtora gaúcha Sara Silveira (Dezenove Som e Imagens) e por Thiago Stivaletti, crítico e programador da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo – pré-selecionou 16 produções, das quais sete foram escolhidas pelo Festival de Locarno.

Além da Carte Blanche e do filme “Ventos de Agosto”, na competição oficial, outros quatro títulos representam o cinema brasileiro no Festival de Locarno: o curta “O Bom Comportamento”, de Eva Randolph; o média “Poder dos Afetos”, de Helena Ignez; “Com os Punhos Cerrados”, de Pedro Diogenes, Ricardo Pretti e Luiz Pretti; e a coprodução com o Uruguai “Los Enemigos del Dolor”, de Arauco Hernández.

Mas a participação do Brasil será ainda maior, com a presença já confirmada da atriz Alice Braga no júri da competição – presidido pelo diretor italiano Gianfranco Rosi. Ao lado deles, estarão os também diretores Diao Yinan (China) e Thomas Arslan (Alemanha) e a atriz dinamarquesa Connie Nielsen. Já o júri da seção Pardi di Domani, dedicada a curtas-metragens, contará com a participação do diretor brasileiro Helvécio Marins Jr. Estão também programados outros eventos dentro das atividades da indústria que contarão com a presença de André Sturm, presidente do Cinema do Brasil, além de produtores, diretores e distribuidores e profissionais do audiovisual brasileiro.

Relacionados

Compartilhe

(1) Reader Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>