Livros — 06 agosto 2013
Flores Raras e Banalíssimas – A história de Lota de Macedo Soares e Elizabeth Bishop

Em dezembro de 1951, Elizabeth Bishop desembarcou no Rio para uma escala de dois dias de uma longa viagem em que buscava um sentido para sua vida. Encontrou Lota de Macedo Soares e ficou 16 anos. Flores raras e banalíssimas, da escritora e tradutora carioca Carmen L. Oliveira, conta a história de amor entre a poeta americana e a esteta brasileira, sob o pano de fundo do Brasil dos anos 50 e 60.

O livro, que foi lançado pela Rocco em 1995 e desde então vem ganhando sucessivas reimpressões, deu origem ao filme Flores Raras, que o diretor Bruno Barreto leva para as telas de todo o país no próximo dia 16. No longa, bem recebido pela crítica internacional durante o Festival de Berlim, Gloria Pires e Miranda Otto encarnam Lota e Bishop, respectivamente, reconstruindo na tela um dos mais formidáveis casais femininos da história recente.

Flores raras e banalíssimas acompanha desde a chegada de Bishop ao Brasil e os primeiros tempos de vida em comum, em Petrópolis, onde a poeta escreveu alguns de seus mais marcantes poemas e conseguiu se afastar do alcoolismo, até a mudança do casal para o Rio de Janeiro em função do ambicioso projeto de Lota de construção do Parque do Flamengo, que seria o início do fim da longa e intensa relação da arquiteta brasileira e da poeta americana.

O livro custou a Carmen Oliveira muitos anos de pesquisa. A autora não só mergulhou na obra de Bishop, como buscou documentos inéditos, a correspondência das protagonistas, ofícios, diários, jornais e revistas da época, além de colher inúmeros depoimentos. O resultado é uma história rica e comovente envolvendo pessoas extraordinárias, como o governador Carlos Lacerda e paisagista Roberto Burle Marx, retratados no livro de forma igualmente brilhante.

Sobre a autora: Carmen L. Oliveira é carioca, pós-graduada em literatura pela University of Notre Dame, escritora e tradutora. Escreveu artigos para O Globo, O Estado de São Paulo e Bravo! Conferencista no Brasil e exterior, publicou os ensaios Luminous Lota ( em In Worcester, Massachusetts, Peter Lang Ed.) e Jack Soul Brasileira – identidade cultural e globalização (em Globalização, democracia e desenvolvimento social, CEBRI). Publicou, pela Rocco, Trilhos e quintais, reconstrução das revoluções de 30 e 32, na ótica de uma cidade imaginária em Minas Gerais.

Flores Raras e Banalíssimas – A história de Lota de Macedo Soares e Elizabeth Bishop
Autora: Carmen L. Oliveira
Editora: Rocco
Páginas: 248
Preço: R$ 41,50

Relacionados

Compartilhe

(0) Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>