Livros, por Hermes Leal — 09 setembro 2015
O conceito de documentário

Lançado pela Cosac Naify, “A Verdade de Cada Um”, de Amir Labaki, é uma antologia de textos escritos por 32 documentaristas sobre seus ofícios, em forma de ensaios, depoimentos, manifestos e projetos. Labaki, que organiza o festival É Tudo Verdade, selecionou uma lista de mestres do documentário, como os pioneiros Robert Flaherty, o pai do cinema documental, e Dziga Vertov, criador do cine-olho, e fundadores de movimentos, como o cinema verdade de Jean Rouch e Robert Drew. Estão presentes textos de documentaristas brasileiros, Alberto Cavalcanti, Eduardo Coutinho e João Moreira Salles, assim como de cineastas que transitaram entre documentário e ficção, como o polonês Krzysztof Kieslowski e o chinês Jia Zhangke.

A organização destes textos é pioneira, um resgate do pensamento sobre a estética documental, que foi sendo forjada ao longo de um século, realçando o papel do cinema documental em contraponto com a ficção, suas regras e suas diferentes concepções. Os textos selecionados por Labaki põem à luz da crítica os diferentes gêneros documentais, do jornalismo ao experimentalismo, da montagem no cinema “não atuado”.

Relacionados

Compartilhe

(0) Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>