Trailers TV Revista de Cinema — 07 novembro 2019
Meu Amigo Fela

O documentário musical “Meu Amigo Fela”, sobre o músico Fela Muti, estreia dia 7 de novembro nos cinemas. Dirigido pelo brasileiro Joel Zito Araújo (“A Negação do Brasil” e “As Filhas do Vento”), o filme já percorreu festivais no Brasil e no exterior.

Nascido na Nigéria, em outubro de 1938, Fela estudou Música em Londres e se tornou uma lenda em seu país. O documentário traz uma nova perspectiva sobre ele, considerado um dos maiores nomes da música africana e o criador do afrobeat.

Na história, acompanhamos a complexidade de sua vida, desvendada através dos olhos e conversas de seu amigo íntimo e biógrafo oficial, o africano-cubano Carlos Moore. Foi o próprio biógrafo de Fela, Carlos Moore, que tomou a iniciativa de procurar Joel para sugerir o filme. Kuti faleceu em agosto de 1997, em decorrência de uma complicação devido ao vírus HIV.

“Meu Amigo Fela” é uma produção da Casa de Criação Cinema e faz parte do programa O2 Play Docs, da distribuidora O2 Play, ocupando salas de cinema em cidades brasileiras de todas as regiões com sessões em horário nobre.

A arte do pôster de “Meu Amigo Fela” foi criada por Babatunde Banjoko, artista que trabalhou com Kuti e que fez capas de discos clássicos do músico, como “Coffin for Head of State”.

Entre a concepção e a finalização do documentário, o diretor levou dez anos. O período entre filmagens, montagem, a longa negociação por seus direitos de imagem e de música até o lançamento foram quatro anos.

“Meu Amigo Fela” ganhou o Prêmio Paul Robeson, como o Melhor Filme realizado na diáspora africana (o que significa fora da África) no Fespaco (Festival Panafricano de Cinema e Televisão de Ouagadougou), de Burkina Faso, que é o maior festival de cinema africano, realizada a cada dois anos. Por lá, o documentário já é considerado um dos 15 melhores filmes do ano, apesar de ter sido concebido e dirigido por um diretor afro-brasileiro. E está indicado para disputar o Oscar Africano.

“Meu Amigo Fela” também foi contemplado com o “Prêmio Especial de Júri – Competição Internacional de Longas e Médias-Metragens” no “Festival É Tudo Verdade” e ainda o prêmio de Melhor Documentário do Festival “Ecrans Noirs” do Camarões. E ainda participou de festivais importantes como o International Film Festival Rotterdam, o The Durban International Film Festival e o BIF London Film Festival.

Relacionados

Compartilhe

(0) Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>