O Prêmio Cabíria abriu as inscrições de sua próxima edição, até 31 de julho, através do site www.cabiria.com.br. O quinto ano da iniciativa, destinada a celebrar e incentivar o protagonismo de mulheres no audiovisual, traz novidades como a criação da categoria “piloto de série documental”, além das já existentes: “longa de ficção”, “argumento infanto-juvenil de longa de ficção” e “piloto de série de ficção”. Os roteiros e argumentos inscritos precisam ser de autoria feminina ou escritos em coautoria com roteiristas mulheres. Além disso, as narrativas devem contar com ao menos uma protagonista feminina. A temática é livre.

Outra novidade é a transformação da premiação da categoria “longa de ficção” em um laboratório que irá contemplar os cinco projetos finalistas. A primeira colocada também passará a integrar a rede de talentos do Projeto Paradiso, instituição que investe em formação profissional e geração de conhecimento.

Na categoria “argumento infanto-juvenil de longa de ficção”, criada na edição passada, o laboratório de projetos será ampliado e contemplará quatro projetos – no ano anterior, foram apenas dois. Nas demais categorias, as finalistas receberão credenciais para participação em eventos relevantes do setor audiovisual, além de consultorias.

Numa postura afirmativa do Prêmio Cabíria, cada categoria celebrará premiações para roteiristas negras e indígenas, o que não implica que mais profissionais negras e/ou indígenas não sejam contempladas, mas garante suas participações.

A premiação é parte do Cabíria Festival – Mulheres & Audiovisual, que em sua primeira edição, em novembro de 2019, ocupou diversos espaços do Rio de Janeiro com exibição de longas e curtas-metragens, além de debates, painéis, oficinas e palestras sobre narrativa audiovisual, diversidade, representatividade e equidade de gênero no setor. Este ano, o evento se prepara para uma edição digital, com data a confirmar no segundo semestre.

Para as inscrições até o dia 10 de julho, a taxa tem valor promocional de R$50. De 11 a 31 de julho, será a tarifa regular de R$80. Até o dia 15 de julho, roteiristas negras, indígenas e mulheres trans poderão requisitar inscrições gratuitas, conforme regulamento exposto no site oficial do Prêmio Cabíria.

O Prêmio Cabíria conta com o apoio do Projeto Paradiso, Vídeocamp, Série Lab, FRAPA (Festival do Roteiro Audiovisual de Porto Alegre) e ROTA (Festival do Roteiro Audiovisual).

Relacionados

Compartilhe

(0) Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>