Indicado ao Oscar, “O Menino e o Mundo” volta aos cinemas em São Paulo

Após estrear na direção de longas com o premiado “Garoto Cósmico”, Alê Abreu lançou, em janeiro de 2014, “O Menino e o Mundo”. Sofrendo com a falta do pai, um menino parte em sua busca. Na jornada, descobre aos poucos a realidade que o circunda, um mundo fantástico dominado por máquinas-bichos e estranhos seres, revelando também aos espectadores o seu olhar ingênuo diante de questões existenciais, culturais e políticas em um mundo globalizado.

Buscando revelar o ponto de vista do menino, e na contramão da estética padronizada das atuais produções animadas, o filme encontra uma linguagem própria, partindo da simplicidade das garatujas infantis e criando um universo lúdico, colorido e em alguns momentos quase abstrato. Utilizando diversas técnicas artísticas, como desenhos, pinturas e colagens, misturando materiais como lápis de cor, giz de cera, canetinhas etc., o filme convida o espectador a embarcar no mundo de sonhos da criança e mergulhar em um universo onde tudo é possível.

A trilha sonora de “O Menino e o Mundo” conta com participação do percussionista Naná Vasconcelos, Barbatuques e GEM – Grupo Experimental de Música interpretando as composições de Gustavo Kurlat e Ruben Feffer. Emicida compôs o rap Aos Olhos de Uma Criança especialmente para o filme. Os poucos diálogos da trama acontecem numa língua “ao contrário” e as músicas também foram compostas assim.

“O Menino e o Mundo” vai representar o Brasil na categoria de Melhor Animação no Oscar 2016 e concorre com os norte-americanos “Anomalisa”, de Duke Johnson e Charlie Kaufman, e “Divertida Mente”, de Pete Docter e Ronaldo Del Carmen, este último, produzido pela Pixar; “Shaun: O Carneiro”, de Mark Burton e Richard Starzak, uma coprodução do Reino Unido e França, e com a animação japonesa “Quando Marnie Estava Lá”, de Hiromasa Yonebayashi.

Com orçamento de R$ 2 milhões, “O Menino e o Mundo” foi desenvolvido em três anos e acumula 45 prêmios em 23 países, entre os quais Menção Especial do Júri no Ottawa International Animation Festival, Menção Honrosa do Júri, Première Brasil – Novos Rumos, no Festival do Rio 2013, Prêmio da Juventude – Melhor Filme Brasileiro – 37ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, Primeiro Lugar na Categoria Animação – 35º Festival Internacional do Novo Cinema Latino-Americano de La Habana, Cuba e o Prêmio Cristal de Melhor Longa e o Prêmio do Público, no Festival de Annecy 2014.

Esta semana, a animação estará novamente nas salas de cinema de São Paulo, no Espaço Itaú de Cinema e na Caixa Belas Artes.

Relacionados

Compartilhe

(0) Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>