Comédia “Cedo Demais” começa a ser filmada no Rio de Janeiro

Começou a ser filmada, no Rio de Janeiro, a comédia “Cedo Demais”, de José Lavigne, com produção de Clélia Bessa, da Raccord, coprodução e distribuição da Fox Film do Brasil. O filme será todo rodado no Rio e terá locações como Lagoa Rodrigo de Freitas, Urca, Praia Vermelha e o Clube Costa Brava. “Cedo Demais” traz como protagonistas o trio Yuri Marçal (André), Thati Lopes (Dora) e Vitor Thiré (Lucas) e trata de forma leve, divertida e contemporânea questões como morte, traição, amor e amizade.

Na história, Dora se casa com Narciso (Kayky Brito) e no mesmo dia fica viúva. A situação se complica ainda mais quando André e Lucas, amigos de infância do marido, apaixonam-se por ela e vivem um dilema sobre trair ou não a lealdade de Narciso. Para Dora, ainda é cedo demais para se envolver com alguém, mas os dois começam uma divertida disputa por uma chance no coração da viúva e, em meio ao luto, descobrem que o falecido não era o grande amigo que pensavam.

Os demais personagens são interpretados por Gabriel Godoy (Manolo), Bella Camero (Bianca) – os melhores amigos de Dora – e Valentina Bandeira (Bruna), ex-namorada de André, com quem divide a “guarda” do cachorro deles.

Entremeado ao enredo principal, “Cedo Demais” traz um pequeno curta-metragem de animação com cenas divertidas que ilustram o principal segredo de Dora. Apesar de ser uma terapeuta respeitada, ela sofre de ornitofobia, ou seja, tem pavor de aves. Esse arco paralelo faz parte da trama principal da produção e ganha destaque na abertura do longa, passando pela ação dramática, até os créditos finais.

“Cedo Demais” é dirigido por José Lavigne, diretor e roteirista de TV e cinema, que se destaca por trabalhos como “TV Pirata” (1988), “Casseta & Planeta, Urgente!” (1992), “Os Trapalhões” (1993), além de ter escrito e dirigido a série “Dicas de um Sedutor” (2007). No cinema, dirigiu o filme “Seus Problemas Acabaram” (2006) com o grupo Casseta & Planeta e é roteirista do ainda inédito filme “Pluft” (2020), de Rosane Svartman.

Relacionados

Compartilhe

(0) Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>