Trailers TV Revista de Cinema — 07 junho 2022
Espero que esta te Encontre e que Estejas Bem

“Espero que esta te Encontre e que Estejas Bem”, dirigido por Natara Ney, estreia nos cinemas nesta quinta-feira, dia 9 de junho, nas cidades São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Porto Alegre, Manaus, Campo Grande, Brasília, Belo Horizonte, Balneário Camboriú e Aracaju, lançado pela Embaúba Filmes.

Fazendo pesquisas para um outro projeto, na Praça XV, no centro do Rio de Janeiro, a diretora e roteirista se deparou com um maço com 180 cartas, escritas num período entre 1952 e 1953. Nelas, uma história de amor, entre Lúcia e Oswaldo. “Após as ler, colocar em ordem cronológica, fiquei encantada e curiosa. O que havia acontecido com aquele casal apaixonado? Como terminara a história deles? E, principalmente, encarei como missão devolver aquela preciosidade para os seus verdadeiros donos”, conta a cineasta.

No filme, Natara faz um verdadeiro trabalho de detetive em busca de Lúcia e Oswaldo, sem saber o que encontraria no caminho. No texto das cartas, a apaixonada Lúcia se dirige ao seu amado, enquanto espera-o. Ela, moradora de Campo Grande (MS), Ele, do Rio de Janeiro. Em suas palavras, a jovem fala muito da saudade, da espera e do amor que sente.

Ao longo de sete anos, desde a descoberta das cartas até a finalização do longa, Natara filmou em Campo Grande e Rio Janeiro, e colocou ao centro, do documentário, a sua própria história de amor, e também falou das sociedades e daquela época. Ao longo de ”Espero que esta te Encontre e que Estejas Bem” diversos trechos das cartas são lidos por pessoas que cruzam o caminho da diretora.

Um dos maiores desafios que a diretora enfrentou foi com material de arquivo para usar no longa, e, para isso, contou com o trabalho de Antonio Venâncio, um dos principais nomes brasileiros na pesquisa de imagens de audiovisual. Além disso, ela destaca, também, o trabalho de montagem feito por Karen Akermam e Mair Tavares num processo que durou cerca de 6 meses até encontrar o ritmo do filme, dosar os offs e as trilhas. A equipe artística do filme ainda conta com o diretor de fotografia Felipe Reinheimer, trilha sonora original composta por Ricco Viana, e também versões de clássicos “El día que me quieras”, na voz de Divina Valéria, e “Hino ao amor”, interpretado por Laila Garin.

Relacionados

Compartilhe

(0) Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>